Header Ads

A VIAGEM DE CHIHIRO




A luta pela identidade é uma que todos temos que enfrentar um dia. Seja no trabalho, na vida acadêmica ou em conflitos políticos, poder definir quem você é e qual sou papel no mundo são perguntas e desafios que nos perseguem constantemente. No decorrer da vida podemos enfrentar diretamente essas questões, nos desviar, ou até mesmo ficar inertes, esperando ser engolidos. Uma coisa é certa: a caravana passa, e uma hora devemos embarcar nela e ver até onde vamos.

Não é fácil retratar isso no mundo do cinema. Histórias são contadas e conflitos são resolvidos, mas a capacidade de simular essa luta pela identidade com precisão e ao mesmo tempo sutileza requer um nível de entendimento da vida, da natureza e do coração humano que poucas pessoas obtém. Saber espalhar a mensagem pode ser inclusive mais difícil. Mas isso não impede que o filme dessa semana consiga executar com maestria essa problemática.
 
O Cineclube Opiniões não tem como expressar isso de outra forma: Sen to Chihiro no Kamikakushi (A Viagem de Chihiro, 2001 — dirigido por Hayao Miyazaki) é praticamente obrigatório de ser assistido, dada a complexidade disfarçada que esse filme traz em sua belíssima história, visuais de tirar o fôlego e personagens inesquecíveis, dignos do Oscar de Melhor Animação. Não há filme mais apropriado para, com muita alegria, estender por mais um mês a nossa Mostra Studio Ghibli enquanto nos preparamos para a Semana do Cinema Possível.

Sábado, dia 1º de Julho, às 19h, na Filmoteca Acreana. Não percam!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.