Header Ads

O Olhar Invisível


Em Buenos Aires, em 1982, a ditadura militar começa a ser contestada pelas ruas. É nesse contexto que se passa o filme “O Olhar Invisível”, que será exibido neste sábado (18) na sessão do Cineclube Opiniões, na Filmoteca Acreana, anexo a Biblioteca Pública do Acre.

O filme de Diego Lerman mostra uma escola de Buenos Aires, em meio ao nacionalismo exacerbado na época da Guerra das Malvinas, em um momento político turbulento. María Teresa (Julieta Zylberberg) é uma professora de 23 anos que trabalha no prestigioso Colégio Nacional de Buenos Aires, conhecido por formar as classes dirigentes do país. O chefe dos vigilantes, Sr. Biasutto (Osmar Núñez) percebe nela a candidata perfeita para ser o "olho invisível": aquela que vê tudo, que espia e controla todos, sem que eles saibam que estão sendo observados. 

O fascismo que impera nas ruas em 1982, com o governo argentino promovendo uma campanha nacionalista em torno das ilhas Malvinas, é relacionado, de forma inteligente, com a opressão dentro da escola.
Assim, a professor vai levando sua função muito a sério, fazendo com que a tensão dentro da escola e dentro do espírito dos próprios personagens cheguem a níveis extremos.
 

PORTANTO, NÃO SE ESQUEÇA!

QUANDO: Dia 18 de maio (Sábado)

ONDE: Filmoteca Acreana (Biblioteca Pública)

HORAS: 19h!

TRAILER:

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.