Header Ads


Pressionado pela comunidade internacional, o ditador Augusto Pinochet aceita realizar um plebiscito nacional para definir sua continuidade ou não no poder. Este é o começo do filme chileno "No", que será exibido neste sábado (9) na sessão do Cineclube Opiniões, a partir das 19h.


Acreditando que esta seja uma oportunidade única de pôr fim à ditadura, os líderes do governo resolvem contratar René Saavedra (Gael García Bernal) para coordenar a campanha contra a manutenção de Pinochet. Com poucos recursos e sob a constante observação dos agentes do governo, Saavedra consegue criar uma campanha consistente que ajuda o país a se ver livre da opressão governamental.

O filme foi o vencedor da Quinzena dos Realizadores de Cannes 2012. A película dirigida por Pablo Larraín mostra uma ficção que reconstitui o histórico plebiscito de 1988, convocado por pressão internacional e em que Pinochet pretendia conseguir um aval popular para continuar no poder depois de 15 anos do golpe. Sua derrota abriu caminho à redemocratização.
Gael interpreta René Saavedra, um publicitário, filho de um exilado, que cresceu longe do país e foi convidado pela esquerda para orientar a campanha do “não” ao regime. René dá, então, uma roupagem mais moderna e otimista à campanha criando jingles mais leves e deixando em segundo plano os slogans políticos clássicos e a cobrança pelos mortos e desaparecidos Apesar disso gerar polêmica na divida esquerda, é decisivo para a conquista dos indecisos durante a campanha.

O roteiro partiu de uma peça inédita do escritor Antonio Skármeta, El Plebiscito, mas dependeu muito de pesquisas adicionais e entrevistas com pessoas que viveram aqueles dias. 



PORTANTO, NÃO SE ESQUEÇA!

QUANDO: Dia 09 de Março (Sábado)

ONDE: Filmoteca Acreana (Biblioteca Pública)

HORAS: 19h!

TRAILER:

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.