Header Ads

Menos Que Nada


Cineclube exibe o filme brasileiro neste sábado a partir das 19h na Filmoteca Acreana

“Menos que nada”, é um longa metragem ficcional, com direção de Carlos Gerbas, que conta a história de um drama psiquiátrico. O filme será exibido pelo Cineclube Opiniões neste sábado na Filmoteca Acreana a partir das 19h. A trama gira em torno do tratamento de um doente mental internado há dez anos num hospital psiquiátrico, onde foi esquecido pela família, pelos amigos e pela sociedade. 

“Menos que Nada” começa como se fosse uma história filosófica sobre a vida e a morte, mas logo somos envolvidos em um quebra-cabeça. Através de entrevistas realizadas pela jovem médica Paula (Branca Messina), remontamos as últimas semanas de vida lúcida de Dante, onde tentamos descobrir como o protagonista Dante parou naquele local.
O filme é baseado no conto “O Diário de Redegonda”, do médico e escritor austríaco Arhur Schnitzler (1862-1931). O autor conta a história de um escriturário que se apaixona perdidamente pela esposa de um militar e, sem qualquer possibilidade real de aproximar-se dela, constrói um universo imaginário para viver seu amor. 

Dante, que no conto original era um escriturário, é transformado no longa em um arqueólogo de pouca ambição, quase um burocrata, que trabalha com a liberação de obras, redigindo e assinando alvarás. Ele vive com o pai em um pequeno apartamento e praticamente não tem vida social. Já a mulher por quem se apaixona, que no conto é a esposa de um militar, no filme é uma paleontóloga carioca de destaque no meio universitário. Dante apaixona-se por esta mulher, para ele inatingível, e a partir daí sua vida muda inteiramente.

PORTANTO, NÃO SE ESQUEÇA!

QUANDO: Dia 12 de janeiro (Sábado)

ONDE: Filmoteca Acreana (Biblioteca Pública)

HORAS: 19h!

TRAILER:

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.